Terça-feira, 10 de Agosto de 2004

Nua


Se eu pudesse um dia
destapar a minha cara
para que
visses o meu sorriso...

Se eu pudesse um dia
despir-me para ti
mostrar-te o meu corpo
para que
descobrisses os seus segredos...

Se eu pudesse um dia
estar nua nos teus braços
sentir o teu desejo
levar-te à loucura...

Se pudessemos um dia
amar-nos sem receios...





Agradeço à Insónia por ter mostrado a origem destas imagens:-)

publicado por floreca às 02:40
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 11 de Agosto de 2004 às 01:05
Melawen, obrigada! Acho que temos em todos a ganhar, se formos partilhando... :-)floreca
</a>
(mailto:a_floreca@hotmail.com)


De Anónimo a 11 de Agosto de 2004 às 00:38
Fico feliz por ter ajudado,aliás o meu blog serve também para dar a conhecer o que eu própria vou por aí descobrindo.Ainda bem que gostaste da dica.Melawen
(http://insonia.blogs.sapo.pt)
(mailto:melawen@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Agosto de 2004 às 20:04
Isso, sem dúvida, Fly... é o que acontece neste caso.floreca
</a>
(mailto:a_floreca@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Agosto de 2004 às 20:04
Há receios e receios, Lique... Boa noite :-)floreca
</a>
(mailto:a_floreca@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Agosto de 2004 às 16:37
O problema, na realidade, é quando o receio é maior, ou mais profundo, que o amor. Fly_away
</a>
(mailto:kioko_koizo@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Agosto de 2004 às 12:46
Belo poema, Floreca! Amar sem receios deve ser sempre a meta a alcançar. Mas haverá amor sem receios? Gosto do detalhe do leque... Beijinhoslique
(http://mulher50a60.blogs.sapo.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)


Comentar post