Sexta-feira, 22 de Outubro de 2004

Uma história de amor

Há histórias de amor muito bonitas, mesmo que um dia acabem.

Eu vivi uma delas, nos últimos anos.
Uma relação que me fez sorrir de novo...
Senti-me amada, senti-me adolescente de novo.
Senti que tinha alguém ao meu lado, capaz de me aconchegar em todos os momentos.
Vivemos de palavras, de emoções, de desejo.
Durante meses não faltaram cartas de amor, bilhetinhos espalhados por aí...
Noites sem dormir, por não nos conseguirmos separar.

Estou a falar no passado, como se esta história tivesse acabado. A verdade é que acho que, quando há amor, nunca acaba. Podemos mudar a maneira de sentir, pode a paixão esfriar, mas o amor fica.
O que mudou, então?
O meu coração deixou de sorrir ao ler as palavras de amor dele. Um dia destes deixou-me algo nos comentários, palavras que, noutra altura, me teriam feito feliz. Mas, desta vez, senti o nada... se é que isso existe.

Sei que toda a vida recordarei esta história.
Com um sorriso nos lábios, quando eu conseguir aceitar que ele nunca tenha tido coragem para enfrentar o amor que sempre mostrou sentir...


publicado por floreca às 10:52
link do post | comentar | favorito
53 comentários:
De Anónimo a 25 de Outubro de 2004 às 17:33
Deixo-te um excerto do Verão do João Gilberto, cantato como só ele num Italiano muito macarrónico: "Lei sei piena di un'amore che ha passatto"....Bejinhos.Dora
(http://atrasdaporta.blogs.sapo.pt)
(mailto:A_Dora@sapo.pt)


De Anónimo a 25 de Outubro de 2004 às 09:24
Pois é, floreca, o problema é "aceitar" que alguém abra mão de nós por falta dessa coragem e não por não amar... Demora muito tempo! :( Mas deve ter sido uma belíssima história de amor...Vulcão
</a>
(mailto:Vulcao_Bahia@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Outubro de 2004 às 12:32
oix! o amor é uma coisa sem explicaçao, nunca sabemos pk amamos nem pk deixamos de amar, mas a verdade é k nunca se eskece um gande amor, eu acredito em amor eterno e acredito em seres feitos um po outro. espero k sejas mt feliz, jinhos, visita-me se kiserestelma
(http://meupequenomundo.blogs.sapo.pt)
(mailto:optimistic_girl@sapo.pt)


De Anónimo a 22 de Outubro de 2004 às 21:52
oi!
axo k posso dizer o k isso é, pelo menos em certa parte...
por vezes o amor acaba por muitas razoes k desconhecemos e so com o passar do tempo é k descobrimos, coisas k nunca imaginamos...
jinhosMiss Devil
(http://missdevil.blogs.sapo.pt)
(mailto:Miss-Devil@sapo.pt)


De Anónimo a 22 de Outubro de 2004 às 20:12
O amor alimenta-se. Quando não há alimento, surge o "nada", um vazio imenso que vai crescendo, vai crescendo. Um dia, acordamos. E vemos que, se não tivermos cuidado, deixamos que esse vazio tome conta da nossa vida. Sem querer, mas também porque não tinhamos alternativas, deixámos que ele se instalasse. Além do mais, tomamos consciência de que nunca mais poderemos recuperar aquilo que antes sentíamos. Nunca mais o coração desassossegado (com muitos s's...)bate desordeiro à procura dessa pessoa. É isso a morte da paixão: morre sem alimento. Como se estivesses no deserto, a morrer à sede. É isso o "vazio" da emoção: alguém que nos fazia desencadear uma imensa felicidade e uma saudade profunda, torna-se num silêncio semelhante ao que se ouve no fundo do Oceano... (Vim só aqui dizer que estou viva. Beijos. Imensos). nanduskka
</a>
(mailto:nanduskka@sapo.pt)


De Anónimo a 22 de Outubro de 2004 às 14:21
É complicado (e arriscado) comentar situações destas! São sentimentos profundos... O importante é termos a consciência daquilo que já não nos traz assim tanta "leveza de adolescente", tantos sorrisos "parvos", tantos suspiros! O importante... (como diz Sérgio Godinho, numa canção maravilhosa) "é saber a partir daí o que fazer". LUTA MAS... por ti, pelo teu direito à felicidade, de teres alguém "só para ti" durante TODO O TEMPO! beijoscatarina
(http://alemdalenda.blogs.sapo.pt/)
(mailto:ccatarinan@hotmail.com)


De Anónimo a 22 de Outubro de 2004 às 14:03
Ola floreca...li a tua história e entendi (penso eu ).
Eu houve tempos em k nao acreditava no amor eterno, mas hoje acredito, pois acredito no amor k tenho pela pessoa k amo neste momento, amo muito!!
Mas sei k por vezes podemos amar e nao sentir isso,podemos amar e nao sentir nos amados, podemos amar e nao acreditar...há mtas coisas k podem passar-se,mas o nosso coração por vezes não é tão compreensível knto gostaríamos, às vezes nem nos mesmo entendemos o k sentimos!
1Abraço p/ TiRita
(http://www.fragilidadesnovazio.blogspot.com)
(mailto:fragilidadesnovazio@hotmail.com)


De anonimo a 4 de Fevereiro de 2008 às 22:47
ola
o amor é um sentimento sem explicaçao k começa e acaba por vezes acaba sem nós darmos conta outras vezes por k se conhece alguem novo.por vezes temos o azar da pessoa de kem gostamos nao gostar de nós ou entao nem queremos saber por k temos medo da resposta e acabamos por sofrer das 2 maneiras e outras vezes podemos ter a sorte da pessoa de kem gostamos gostar de nos e sentimo-nos a pessoa mais feliz do mundo por vezes nem acreditamos pensamos k é um sonho.tambem acredito no verdadeiro amor e no amor interno . como eu disse por vezes o amor sem repararmos vai se embora pk simplesmente se vai embora ou pk n é alimentado.
desejo-te boa sorte


De anonimo a 4 de Fevereiro de 2008 às 22:54
ola
kando eu ouvia dizer amar n basta n acreditava pk se 2 pessoas se amam logo ficam juntas pensava eu ao longo da minha vida mudei a maneira de ver o amor é confianssa , perdoar , mimar , apoiar .


De lee gomes a 25 de Fevereiro de 2008 às 00:04
Eu ja vivi um amor assim... agr so me restam recordações...
E lagrimas ao recordar


De daniela a 11 de Junho de 2008 às 18:38
oiie

qando li a tua historia lembrei da minha...
ele tambem nao qiz abrir mao de nada para ficar cmg..
sempre foi o mesmo mas eu amava-o mesmo assim...
ele tinha outras e eu fingia nao saber...
mas um dia a realidade vem a tona...
tive qe aceitar em tudo...
mas passou...
xD
bj0


De vera lucia a 18 de Maio de 2011 às 11:14
Olá... Li a tua historia de amor gostei muito foi pena não ter dado certo. .Eu tive uma historia de amor em que toda a gente estava contra mas o amor que sentia mos um pelo outro era enorme e graças a deus que ele esteve do meu lado em todos os momentos lutamos contra tudo e todos e conseguimos estamos juntos os pais dele e familia adoram me apesar dos meus pais e familia não me falarem estou super feliz com ele . Quando o amor e puro e verdadeiro vence. Lutem por aquilo que querem e por a pessoa que amam nunca desistam mesmo que as forças sejam pequenas lutem o amor e um tesouro. beijinhos


De francisco a 4 de Novembro de 2011 às 19:02
francisco


Comentar post