Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2005

Inevitável

A minha vida anda estranha.
Por um lado, os grandes problemas da minha vida estão em vias de ser resolvidos. Se não houver azares, serão algumas dores de cabeça que se vão...
Por outro lado, sinto parte da minha vida desmoronar-se. Nem são males de amor, que esses tornam-se tão insignificantes em determinadas alturas!
A verdade é que ando bastante abatida, sem paciência, com vontade de nada...
Tento inventar motivos que me alegrem, que me entretenham... mas o vazio não desaparece...
Há situações inevitáveis na vida, mas que custam tanto a aceitar!
Nestas alturas, fecho-me na minha concha, deixo-me ficar no meu canto. Nada me apetece, nada me consola.
Só preciso de não pensar...
publicado por floreca às 20:38
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De Anónimo a 27 de Fevereiro de 2005 às 20:01
tens de estar feliz contigo própria para conseguir ser realmente feliz;está tudo dentro de ti!e anima-te;melhores tempos virão;)************Lissinha
(http://lissinhac@blogspot.com)
(mailto:melisofski@hotmail.com)


De Anónimo a 25 de Fevereiro de 2005 às 23:36
Hola, de nuevo paseándome por tu blog.
Cada vez me gusta mas.
Un beso desde España.

http://qts2809.acelblog.com/
qts
(http://qts2809.acelblog.com/)
(mailto:qts2809@gmail.com)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2005 às 23:35
Passa lá por casa e vê o video que tenho hoje (24/2), talvez te alegre um pouco.o Vizinho
(http://www.vizinho.blogspot.com)
(mailto:o_vizinho@sapo.pt)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2005 às 22:53
'Resta esse constante esforço para caminhar dentro do labirinto / Esse eterno levantar-se depois de cada queda / Essa busca de equilíbrio no fio da navalha / Essa terrível coragem diante do grande medo, e esse medo infantil de ter pequenas coragens.' (Vinicius de Moraes). Beijo grande e um dia mais feliz amanhã, Floreca.
Carla
(http://papoilasdoces.blogs.sapo.pt)
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2005 às 09:46
depois da tempestade, vem a bonança!
Não percas a esperança!
Melhores dias virão!
ah
</a>
(mailto:affd@mail.pt)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2005 às 21:48
Por mais que as vezes nao percebamos a razão, há coisas pelas quais temos de passar. Dolorosas coisas, eu sei, mas... quase sempre levam a um futuro melhor! ;) beijos grandes e forçaaa! ;)catarina
(http://alemdalenda.blogs.sapo.pt/)
(mailto:ccatarinan@hotmail.com)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2005 às 17:57
Há alturas assim... em que nada parece que nos anima, que falta alguma coisa. E fechamo-nos sim... Mas isso há-de passar :) Força!!! BeijosVulcão
(http://devaneio.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Vulcao_Bahia@sapo.pt)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2005 às 10:59
Para si,

Cantada (Depois de Ter Você)

Depois de ter você
Pra quê querer saber
Que horas são?
Se é noite ou faz calor
Se estamos no verão
Se o sol virá ou não
Ou pra que é que serve uma canção
Como essa?
Depois de ter você
Poetas para quê?
Os deuses, as dúvidas?
Pra quê amendoeiras pelas ruas?
Para que servem as ruas
Depois de ter você?

(Adriana Calcanhotto)




7even
</a>
(mailto:carlosajs@iol.pt)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2005 às 10:18
Dá um descanso a ti própria. Não mereces?... O fim do Inverno é sempre doloroso. É a Primavera a renascer em força!
Beijos... Fly_Away
</a>
(mailto:kioko_koizo@hotmail.com)


Comentar post