Segunda-feira, 8 de Agosto de 2005

Em silêncio

Os nossos silêncios podem-se tornar complicados, mesmo sem o percebermos. Podemos até magoar as pessoas que nos são mais próximas, apenas porque mudamos as nossas atitudes sem explicar que há motivos para as mudar.
Eu não costumo falar daquilo que realmente me atormenta a alma, mas sei que, por vezes, os meus problemas alteram a minha forma de lidar com os outros. Há dias em que me escondo, ignoro-os ou chego até a tratá-los menos bem...
Aqueles que lidam mais de perto comigo já me conhecem o suficiente para perceber quais são os meus dias menos bons. Mas como ficam os outros, aqueles que não me conhecem tão bem? Quantos já terei magoado e afastado assim? Até porque eu sei que tenho um feitiozinho lixado...
Não sei a resposta.
E quando somos nós no lugar desses amigos? Quando somos nós que não percebemos que alguém de quem gostamos não está bem, que precisa de se isolar, e nós levamos isso a mal?
Foi o que me aconteceu há uns dias. Fiquei magoada com alguém que agiu comigo da forma que eu também agiria com os outros.
Felizmente peguei no telemóvel a tempo de perceber que a outra pessoa estava bem pior que eu...
A mágoa não ficou, foi substituída por uma preocupação muito grande. Como posso ajudar alguém que prefere o silêncio?
Parece-me que encontrei alguém tão, ou mais, casmurro que eu!
Tenho-o ajudado como posso, mostrando-lhe que aqui estou, dando-lhe a mão ao longe.
A verdade é que temos de ser nós a resolver os nossos problemas... mas, se calhar, desabafar ajuda um bocadinho...

publicado por floreca às 00:56
link do post | comentar | favorito
15 comentários:
De Anónimo a 27 de Novembro de 2005 às 03:05
oi floreca!
queria dizer-te que gostei do que escreveste "Em silêncio"...isso para além de ser verdade está interessante de se ler, mas houve uma coisa que me chocou, a imagem, que significa essa imagem para ti, onde a arranjaste??? é só por curiosidade, e também porque a rapariga dessa pintura é quase eu mesmo muito mesmo parecida comigo,é verdade mas também nao terei resposta!
fica bem continua teu blog é interessante.
beijins de uma açoriana ;o) ***miza
(http://n sei k é isto?!)
(mailto:mateus767@hotmail.com)


De Anónimo a 27 de Novembro de 2005 às 03:05
oi floreca!
queria dizer-te que gostei do que escreveste "Em silêncio"...isso para além de ser verdade está interessante de se ler, mas houve uma coisa que me chocou, a imagem, que significa essa imagem para ti, onde a arranjaste??? é só por curiosidade, e também porque a rapariga dessa pintura é quase eu mesmo muito mesmo parecida comigo,é verdade mas também nao terei resposta!
fica bem continua teu blog é interessante.
beijins de uma açoriana ;o) ***miza
</a>
(mailto:mateus767@hotmail.com)


De Anónimo a 27 de Novembro de 2005 às 03:05
oi floreca!
queria dizer-te que gostei do que escreveste "Em silêncio"...isso para além de ser verdade está interessante de se ler, mas houve uma coisa que me chocou, a imagem, que significa essa imagem para ti, onde a arranjaste??? é só por curiosidade, e também porque a rapariga dessa pintura é quase eu mesmo muito mesmo parecida comigo,é verdade mas também nao terei resposta!
fica bem continua teu blog é interessante.
beijins de uma açoriana ;o) ***miza
</a>
(mailto:mateus767@hotmail.com)


De Anónimo a 27 de Novembro de 2005 às 03:05
oi floreca!
queria dizer-te que gostei do que escreveste "Em silêncio"...isso para além de ser verdade está interessante de se ler, mas houve uma coisa que me chocou, a imagem, que significa essa imagem para ti, onde a arranjaste??? é só por curiosidade, e também porque a rapariga dessa pintura é quase eu mesmo muito mesmo parecida comigo,é verdade mas também nao terei resposta!
fica bem continua teu blog é interessante.
beijins de uma açoriana ;o) ***miza
(http://n sei k é isto?!)
(mailto:mateus767@hotmail.com)


De Anónimo a 9 de Outubro de 2005 às 10:42
Entrei no teu blog pela primeira vez hoje e é o segundo texto que leio teu que descreve o muito que me vai na Alma. O outro foi o Desatenta.. Senti-me em "casa" aqui. :)Star
(http://www.a-essencia.blogspot.com)
(mailto:)


De Anónimo a 21 de Agosto de 2005 às 00:32
Gostei do teu cantinho. Ainda bem que tens telemovel.Fica bemMargarida
(http://oblogdagui:blogs.sapo.pt)
(mailto:marcm@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Agosto de 2005 às 02:46
Floreca, hoje sinto-me tal e tal o que descreveste! Sinto essa necessidade que falas, de me isolar... se calhar, exigo demais de uma certa pessoa e no final, acabo por me sentir desta forma, um tanto desiludida, magoada e isolo-me porque não me apetece nem sequer conversar. Amanhã espero estar melhor. Bjinhos:(tripeira
</a>
(mailto:tripeira@hotmail.falso)


De Anónimo a 11 de Agosto de 2005 às 10:28
Parece que ficamos mais LEVES depois de desabafar as "tristezas que vão na alma". Que estejas a viver momentos agradáveis agora. Óptimo fim de semana. Bjksintemporal
(http://Intemporal.blogs.sapo.pt)
(mailto:intemporal@hotmail.com)


De Anónimo a 9 de Agosto de 2005 às 13:04
esqueci de por o nomeclara
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 9 de Agosto de 2005 às 13:03
Ola floreca, eu aprendi com a vida que temos que ter calma e o que estiver para nos acontecer vai acontecer não precisamos procurar e andar anciosas, o que tiver que ser vai ser... tb tenho tido desilusões como tu... mas é porque não era para ser. beijocas fica bem.
</a>
(mailto:clara.coelho@jordao.com)


Comentar post