Sexta-feira, 12 de Agosto de 2005

Quando o telefone toca

Um destes últimos dias vi, na televisão, a publicidade a este CD... e logo me vieram à cabeça muitas recordações da minha adolescência.
Este programa era realmente um sucesso. Pelo menos na minha vida era essencial. Acho que não havia um único dia que eu não o ouvisse, cheguei até a ligar algumas vezes. Mas as chamadas ainda não eram de valor acrescentado e só os muito rápidos iam a tempo de dizer a frase e pedir a música que queriam ouvir! As frases eram publicitárias, algumas delas repetidas muitas vezes. Naquele tempo ainda não havia internet para irmos buscar as nossas canções favoritas. Não havia CDs e nem em todas as casas havia um gira-discos. Por tudo isto, a procura e o sucesso deste programa eram grandes.
Acompanhou-me ao longo dos anos que passei no colégio. Lá não podíamos ter rádio, mas eu tinha um pequenito, que punha debaixo da almofada todos os dias, sempre a tentar ouvir aquela música especial que me fazia sonhar! Ou seria para ouvir aquele cantor que povoava os meus cadernos, as paredes do meu quarto?...
Às vezes, por sinais, chamávamos as colegas para virem ouvir um bocadinho daquela canção que estava na moda! Sempre a medo, para a vigilante não perceber e nos tirar os rádios...
Todas as noites, esta era a minha forma de sentir que existia um mundo fora daquelas quatro paredes, onde tudo nos era proibido. Mas mesmo aos fins de semana e nas férias, em casa, não deixava de ouvir.
Um dia assisti à gravação de um destes programas. Tinha cerca de 15 anos, mas ainda me lembro bem do espaço, das perguntas, dos discos acumulados nas prateleiras... Tínhamos ido gravar uma canção para um espectáculo lá no colégio e andámos a espreitar os cantinhos da emissora.
Tenho a sensação que tudo nos marcava mais, há 20/30 anos atrás. Não havia o leque de escolhas que temos hoje. Havia dois canais de televisão (a preto e branco, é claro!), três ou quatro emissoras de rádio...
É bom recordar o que foi importante um dia...

publicado por floreca às 01:51
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Anónimo a 20 de Agosto de 2005 às 17:15
"Quando o telefone toca.Boa tarde"
"Boa tarde. Posso pedir um disco?"
"Diga a frase, primeiro"
"Linhas Ancora Corrente, qualidade comprovada!"
"Está certo!Qual a música que quer ouvir?"
...risos...
Beijos, Amiga. Muitos! Fizeste-me lembrar daqueles sábados em que a casa cheirava a cera,a bolo a cozer no forno, a uma tarde deliciosa a brincar no quintal. Ao meu pai a lavar o carro. à minha mãe, à minha Rosinha...Fizeste-me lembrar o quanto eram lindos, os sábados na Av. 31 de Janeiro :)
Bom fim-de-semana e beijos, muitos, muitos! ;-)Cris
</a>
(mailto:palavrasdealgodao@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Agosto de 2005 às 02:59
Lembro-me perfeitamente desse programa de rádio, às vezes ouvia, mas nunca participei, porque não calhou. Em relação ao "antigamente", sinto nostalgia, por vezes saudade. Antigamente, acho que existia mais respeito, amizade, segurança... é profícua a evolução dos tempos, mas entendo que essa evolução, em certos aspectos, se fez rápida demais, "sinal dos tempos" - dizem. Bjinhos:)tripeira
</a>
(mailto:tripeira@hotmail.falso)


De Anónimo a 13 de Agosto de 2005 às 20:55
Floreca, recordas hoje o que foi importante para ti há uns anos. Daqui a uns anos, terás as recordações de hoje a juntarem-se a essas e voltarás a dizer sobre as recordações que já o são e as que vêm a caminho, "É bom recordar o que foi importante um dia..." :) Bom fim de semana, Floreca!g2
</a>
(mailto:bomfim@desemana.pt)


De Anónimo a 12 de Agosto de 2005 às 17:55
Esse é um bom exemplo, Bibila, também me acontecia isso. Agora já nem sei se ainda há festival... lolfloreca
</a>
(mailto:a_floreca@hotmail.com)


De Anónimo a 12 de Agosto de 2005 às 16:56
Tens razão, hoje em dia não damos valor a nada...passa tudo muito rápido e com as novas tecnologias temos tudo num piscar de olhos!!! mas é pena pois há coisas que se perdem com toda esta inovação...Por exemplo, lembro-me de ser pequena e de o pais parar para ver o espetáculo da Eurovisão. No dia seguinte no colégio era o tema das conversas. Hoje em dia já ninguém se lembra se há ou nao festival..Bom este foi só um pequeno exemplo!bibila1
(http://www.celebridades.blogs.sapo.pt)
(mailto:bibila1@sapo.pt)


De RN a 10 de Outubro de 2010 às 01:17
Olá,
Peço a quem possa me ajudar a encontrar o nome da musica portuguesa e também do autor que passava nas rádios nos anos 80 e em que a era um diálogo entre pai e filha e cuja letra se bem me recordo era assim:

- Papa,
- Minha Filha,
- Eu, quero viver contigo a vida inteira,
- ......., ver-te sorrir à minha beira,
- Ai se quero,
- Ver, as flores a crescer no nosso jardim,

mais não sei, mas se isto ajudar, agradeço.
A letra e musica é muito bonita e tenho pena de não recordar-me do titulo da canção.


De Andrea a 11 de Maio de 2011 às 18:46
O nome da musica é PAPAI, e o cantor é JORGE FERREIRA, na internet vc acha letra e video, é so jogar no google, boa sorte


Comentar post