Terça-feira, 13 de Janeiro de 2004

Mais um dia

carademulher.jpg

Os dias vão passando, os sentimentos vão acalmando.
Como sempre, começo a esquecer o que me doeu... e as saudades voltam a apertar...
Acho que te afastaste apenas para não me fazeres sofrer... e para não sofreres tu também...

Talvez tenhas razão, talvez seja a melhor forma de vivermos este amor que não sabemos gerir...
publicado por floreca às 07:02
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 13 de Janeiro de 2004 às 20:12
Afinal já eram 4... eheheh

Catstyle, todos nós temos tantas histórias em comum... temos sempre uma tendência muito grande para nos revermos nas histórias dos outros. Talvez nos saiba bem saber que não estamos sós no mundo, que outros passaram pelo mesmo que nós e que sentiram o mesmo...
floreca
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 13 de Janeiro de 2004 às 20:09
Acho que vou responder aos três de uma vez só. Este amor de que eu falo é um amor muito especial, nasceu e cresceu de uma maneira muito bonita. É feito de carinho, de amizade, de magia... é cheio de coisas bonitas... É um amor que, muitas vezes, me fez sentir adolescente de novo:-)))
Mas, tal como vocês dizem, só amar não chega. E há, entre nós, uma distância que não conseguimos quebrar e que nos causa alguma angústia. E nem sempre a sabemos controlar...floreca
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 13 de Janeiro de 2004 às 20:03
nunca vi coisa assim! acabast de escrever o meu passado! quando li n acreditei... foi exactamente isso que me aconteceu! mto bonito o que escrevest, tão simples, tão verdadeiro e tão igual a mim! beijinhos :)CatStYle
(http://www.catstyle.blogs.sapo.pt)
(mailto:catina_@netc.pt)


De Anónimo a 13 de Janeiro de 2004 às 18:02
Gosto do teu mundo.
Quanto ao resto… distinga-se amor de figuras próximas. O verdadeiro amor é aquele que contempla tudo; o respeito, a amizade, a confiança a admiração.
Duas verdes direi por experiência. Quem amou uma vez volta a amar outra vez nem que seja o mais feliz possível. Depois do aplauso nasce o amor. Não se ama quem não se admira. Já agora valia a pena pensar nisto… O MAGO
O MAGO \ montanha magica
</a>
(mailto:O-MAGO@sapo.pt)


De Anónimo a 13 de Janeiro de 2004 às 17:50
Pois é. Só amor nunca basta. Com o tempo percebe-se que toda aquela paixão, aquele amor tão gigantesco, na verdade não consegue caminhar com as próprias pernas e sempre precisa de uma ajuda. É aí que se começa a perceber se um amor realmente pode dar certo. Confiança, respeito e sinceridade são algumas daquelas coisas que ajudam. bejaumzaumzaum!Aninha
(http://4paredes.blogs.sapo.pt)
(mailto:afantastica@sapo.pt)


De Anónimo a 13 de Janeiro de 2004 às 17:05
Sabes uma conclusao que cheguei á algum tempo.. amar apenas não chega.. é preciso mais!! Somente amor não faz uma relação, há uns tempos diria q n..q com amor td é possivel td se consegue..mas n..n é bem assim!! Bjinho e boa sorteDolphin
</a>
(mailto:dolphin1980@sapo.pt)


Comentar post