Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2004

Magoar

3772.jpg


Tenho dois amigos especiais, de quem gosto muito. São gostares diferentes, que nasceram e cresceram de formas bem distintas. E os dois gostam muito de mim, tenho a certeza, embora cada um à sua maneira.
São os meus dois amores, como tantas vezes lhes chamo!!! Amigos, confidentes... é com eles que brinco, que desabafo, que choro, que sorrio...
Com eles tenho passado muitas horas ao longo dos último anos.
Têm sido eles os pilares da minha vida, têm sido eles que me têm ajudado a manter o equilíbrio tão necessário. Quando algum deles me falha, por algum motivo, sinto-me vacilar. Felizmente, essas falhas têm sido poucas e de pouca dura.

Algo curioso tem acontecido, ao longo deste tempo. Por vezes dou por mim a dizer-lhes e a fazer-lhes coisas que sei que os vão magoar. E, tanto um como o outro, já fez o mesmo comigo. Ambos o fizeram e o admitiram.
É algo que não se faz de propósito mas depois, a frio, admitimos que assim é.

Por que razão fazemos isto? Quais os motivos que nos levam a magoar, com as palavras, as pessoas de quem gostamos? Será insegurança, será uma forma de chamar a atenção do outro? Será uma forma de mostrar que estamos presentes?

A verdade é que só nos sentimos magoados por alguém de quem gostamos mesmo. Quando os outros o tentam fazer, o que sentimos é completamente diferente, chegamos até a nem ligar!
publicado por floreca às 20:52
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 16 de Janeiro de 2004 às 17:28
Olá Ana:-) Sabes, estou a falar de situações em que, quando passam, dizemos "desculpa, acho que só o fiz para te magoar". Por vezes pequenas coisas, sem importância... mas que sei (ou sabem eles) que vão tocar no ponto exacto, naquele que vai doer.

Estou a falar de duas pessoas com quem tenho uma relação óptima, que adoro. Mas por vezes saem estas coisas inexplicáveis... tanto da minha parte como da deles.

Gostei de te ver de volta:-))floreca
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2004 às 16:54
Olá ... há muito que não fazia uma visita.
O teu mundo anda um pouco triste com essa questão dos teus amigos.
Sabes, por vezes nós esperamos muito das pessoas. E outras vezes exigimos de mais.
Eu acho que o ponto principal é a tolerância. Somos muito pouco tolerantes uns com os outros. As coisas que te dizem podem até não ser assim tão más para te magoarem, depende da conotação que lhe dás.

Quando isso me acontece tento sempre perguntar se a pessoa tem consciência que me está a magoar. E, em seguida tento ser tolerante e VIRAR A PÁGINA.

Um bjana
(http://xapinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:)


Comentar post