Segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2004

Impossível

mulhercostas.jpg


"Tu pertences a um tipo de mulheres que só vivem a plenitude do amor na distância ou na impossibilidade. És aquilo a que chamo uma Mulher Impossível, porque amas com todas as tuas forças os homens que por uma razão ou outra não podes ter . Para ti o amor é a própria luta pelo amor..."
"Sei lá" de Margarida Rebelo Pinto

Acabei de ler este livro ontem e achei piada a esta passagem, porque me parece um retrato meu...
Também sou assim, sonho com amores impossíveis, dou tudo de mim enquanto não tenho o objecto dos meus desejos... Quando os consigo, tudo acalma...
Tenho um bom exemplo desta situação: há algum tempo atrás, conheci um homem muito especial. Bonito, divertido, inteligente... Passei com ele bastante tempo, momentos muito agradáveis, que me sabiam bem. Acho que enquanto esses momentos de bem estar duraram, nunca me senti apaixonada por ele...
Um dia ele despediu-se de mim, apresentando razões muito válidas. Chorei imenso, custou-me imenso... mas, como amiga que era, apoiei a decisão dele. Ele ainda quis voltar a estar comigo, mas eu, feita forte e tonta, recusei... com uma vontade enorme de dizer "sim".
Ele afastou-se mesmo, praticamente deixou de falar comigo. E eu decidi reconquistá-lo... porque o queria, porque tinha saudades, porque morria de ciúmes ao vê-lo a brincar com outras e a ignorar-me...
Eu fazia de tudo para que ele me desse atenção, fiz muitas asneiras... e ele sempre com uma paciência incrível para as aturar...
Aos poucos, fomos recomeçando a falar um com o outro, a retomar as nossas conversas, as nossas brincadeiras...
Um dia disse-lhe que só queria que ele gostasse de mim, de alguma forma. A resposta dele foi simples: "Eu sempre gostei de ti!!"
Tanto trabalho, para nada... afinal ele não precisava de ser conquistado...
A verdade é que a paixão passou. Continuo a gostar imenso dele, mas de uma forma racional.
Sei que posso contar com ele sempre que preciso e ele sente o mesmo em relação a mim.
É um amigo muito especial, um homem que me mostrou a vida de uma forma que eu não conhecia.
publicado por floreca às 16:19
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2004 às 06:50
Triste, Sad Anjel? Não é tão bom estar apaixonada e tentar conquistar alguém? A vida vive-se momento a momento... e temos é de os aproveitar muito bem!!! bjs para ti:-)floreca
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2004 às 02:26
Tb eu sou uma "mulher impossivel"... :(Sad Anjel
(http://sadanjel.blogs.sapo.pt)
(mailto:sad_anjel@sapo.pt)


De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2004 às 23:56
Olá Maria... eu não te vou dizer que gosto da Margarida, mas é de fácil leitura, daquela que não nos põe a pensar, apenas nos relaxa... entendes? Para coisas sérias temos a vida... floreca
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2004 às 23:53
Olá, Cris... o meu coração só se sabe apaixonar pelas pessoas erradas... para mim, pelo menos!!! Mas olha que tem bom gosto... ;-)floreca
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2004 às 23:27
Detesto Margarida Rebelo Pinto!!! Mas o que importa é que te transmitiu algo útil, no meio daquela barbaridade imensa ;)Maria
(http://acozinhadamaria.blogs.sapo.pt)
(mailto:acozinhadamaria@hotmail.com)


De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2004 às 18:33
Porque é que será que o nosso coração insiste em apaixonar-se pelas pessoas erradas no momento menos propício?Cris
(http://www.palavrasaovento.blogs.sapo.pt)
(mailto:cris_sofia@hotmail.com)


Comentar post