Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2006

Portas abertas para o amor

Um norte-americano encontrou um anel de diamantes dentro do seu automóvel com um bilhete no qual se lia: «Obrigado por deixar o seu carro aberto. Em vez de roubá-lo, deixei-lhe um presente. Tenho esperança que vá para as mãos de alguém que ame. O meu amor acabou. Feliz Natal!» Perante tão estranha situação o homem resolveu ir até à polícia, que lhe disse que apenas tinha tido sorte e que podia ficar com o anel. Este foi avaliado em cerca de 15 mil dólares.

Esta notícia pode ser lida aqui.

Acho que vou passar a deixar o meu carro aberto...

publicado por floreca às 07:20
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Anónimo a 15 de Janeiro de 2006 às 01:14
ihihihiihih é mesmo uma história das Américas...papoilarubra
</a>
(mailto:papoila_rubra@hotmail.com)


De Anónimo a 14 de Janeiro de 2006 às 13:31
Tripeira, há algum tempo aconteceu-me algo parecido no Norte shopping. Tira a certeza "fotográfica" do local onde tinha deixado o carro. Cheguei lá... e nada! Depois de muito pensar, lembrei-me que estava no piso errado! O pior é que conheço bem a sensação de já não encontrar o carro onde o deixei... floreca
</a>
(mailto:a_floreca@hotmail.com)


De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 21:36
É uma bela história, mas custa-me a crer. Opto pela fotografia. Cumpts.Bic Laranja
(http://biclaranja.blogs.sapo.pt)
(mailto:biclaranja@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 17:48
O adjectivo encaixa perfeitamento na referida notícia é que a situação é mesmo bizarra!! O normal seria desaparecer o que estivesse no interior do carro e até mesmo o próprio carro! Não haja dúvida que, a ser verdade, o dono do referido automóvel, teve muita, mas muita sorte! Olha, mesmo com raridades destas a acontecer, nos dias de hoje, era incapaz de deixar o meu carro aberto... vê lá, que sempre que lhe tranco as portas e me ausento, fico na dúvida se fechei as portas e volto para trás a confirmar (uma maçada!). Um certo dia, em que me desloquei ao Continente Matosinhos para fazer compras, estava convencida que o tinha estacionado em determinado local, no regresso das compras, constatei que ele náo estava lá... entrei literalmente em pânico, mobilizei os seguranças do hiper na ânsia de me ajudarem, pois para mim, o meu carro tinha sido roubado. Depois de rondas pelo parque, alguém descobriu que afinal ele estava no parque onde o tinha deixado, impávido e sereno à "espera" da dona, eu apenas, me tinha equivocado quanto ao local onde efectivamente o tinha deixado, confundi os lugares de estacionamente. Depois do susto, consegui rir-me de mim própria, ainda bem que tudo acabou com a boa disposição que me caracteriza. Bjinhos:)tripeira
</a>
(mailto:tripeira@hotmail.falso)


Comentar post